terça-feira, novembro 29, 2022

Doria critica fala de presidente: “Bolsonaro tem alergia à democracia”

Governador rebate ameaça do presidente em convocar Forças Armadas para garantir “direito de ir e vir” em momento que a pandemia mais mata

Um dos maiores críticos de Jair Bolsonaro (sem partido), e provavelmente seu adversário na corrida ao Palácio do Planalto em 2022, o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), rebateu neste sábado a possibilidade de o presidente convocar as Forças Armadas para irem às ruas a fim de garantir o direito de ir e vir durante a pandemia.

A declaração de Bolsonaro afronta governadores e prefeitos que, como João Doria, que adotaram medidas para restringir a circulação de pessoas durante a pandemia, a fim de reduzir mortes e casos da Covid-19.

“A postura demonstra mais uma vez o quanto Bolsonaro tem devoção pelo autoritarismo e alergia à democracia. Ele selou uma pacto com a morte, que só não é maior no Brasil por conta da ação de governadores e prefeitos”, afirmou João Doria ao jornal O Globo.

Crítico contumaz do que chama de “política do fecha tudo”, quando se refere às medidas restritivas impostas por governadores e prefeitos no combate à pandemia da Covid-19, o presidente Jair Bolsonaro demonstrou, na sexta-feira (24/4), a disposição de mandar as Forças Armadas às ruas contra o lockdown e impedir um “caos no Brasil”.

“Será que o governo federal vai ter que tomar uma decisão antes que isso aconteça? Será que a população está preparada para uma ação do governo federal dura tocante a isso?”, declarou Jair Bolsonaro. As declarações foram dadas ao jornalista Sikêra Jr., da TV A Crítica, em Manaus (AM).

Via: Metrópoles

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -
- Advertisment -
- Advertisment -
- Advertisment -