terça-feira, novembro 29, 2022

Polícia Federal deflagra operações e cumpre mandados em Cruzeiro do Sul

As operações que cumpriram mandados judiciais de busca e apreensão, prisões, sequestros de bens e de afastamento cautelar de cargo público, foram deflagradas em 8 estados da federação, na manhã desta terça-feira, 25, e em Cruzeiro do Sul houve o cumprimento de mandados judiciais, expedidos pela Justiça Federal.

As operações, com os nomes de Jumper e Súplica, foram realizadas por 110 policiais federais, e cumpriram 42 mandatos expedidos pela Justiça Federal, sendo 29 de busca e apreensão, 04 de prisão, 08 de sequestro de bens móveis e 01 de afastamento cautelar de cargo público.

A Polícia Federal (PF) informou que estão sendo bloqueados cerca de R$ 6 milhões dos principais envolvidos nos crimes de desvios de recursos públicos.

“Trata-se de investigações complexas, que duraram 12 meses, e que, ao todo, temos 31 envolvidos, sendo que 13 são da operação Súplica, que se refere ao extravio de recursos das enchentes do Rio Juruá, entre os anos 2017 a 2021, e 18 em razão dos desvios perpetrados para a Fundação Cultural e de Comunicação Valença (FCCV)”, detalhou o delegado da PF em Cruzeiro do Sul, Tiago Souza.

As investigações buscam desvendar as ações de duas organizações criminosas que atuam nas práticas de peculato, corrupção passiva, corrupção ativa e lavagem de dinheiro. Segundo a Polícia Federal, as fraudes iniciavam pela falsificação de documentos, que ensejavam em contratos fraudulentos, o que permitia o acesso dos grupos criminosos à máquina pública.

“Realizamos duas prisões na Bahia e uma em Cruzeiro do Sul. Uma delas ainda está pendente porque o alvo é de São Paulo e encontra-se na condição de foragido”, relatou Tiago Souza.

Na operação Jumper, que faz menção ao modus operante da organização, que é o salto de estado para estado, os valores apurados dos supostos desvios em contratos firmados com a Prefeitura de Cruzeiro do Sul chegam a R$ 26 milhões. Além disso, quando somadas as quantias repassadas para a FCCV por outros estados da federação nos últimos anos, a quantia é equivalente a R$ 90 milhões.

Por sua vez, na operação Súplica, cujo nome faz alusão à música que critica os desvios de repasses destinados a ajudar vítimas de enchentes e secas do Nordeste, os valores supostamente desviados, quando repassados da união para o município de Cruzeiro do Sul, giram em torno de R$ 4, 5 milhões.

“Sequestramos e conduzimos ao prédio da PF 9 veículos, temos um pedido de afastamento de um servidor público municipal da ativa, e estamos avaliando outras medidas que serão tomadas”, finalizou Tiago Souza.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -
- Advertisment -
- Advertisment -
- Advertisment -