InícioCAPAPrefeitura de Cruzeiro do Sul já reformou e ampliou 18 das 25...

Prefeitura de Cruzeiro do Sul já reformou e ampliou 18 das 25 Unidades Básicas de Saúde do município

Das 25 Unidades Básicas de Saúde de Cruzeiro do Sul, 18 já foram ampliadas e reformadas nesta gestão e as ações são realizadas nas zonas urbana e rural do município. Mais uma UBS será entregue pelo prefeito Zequinha Lima na quarta-feira, 22, na Vila Santa Luzia, BR 364 e a  novidade é que a Unidade passará a contar com um laboratório, o primeiro público da localidade.

Também no Santa Luzia, será inaugurada em breve a UBS do Ramal da Onça, que fica também no Ramal 2.  No mesmo ramal, a UBS  Vital Brasil, será entregue à comunidade. No ultimo dia 15 começou a reforma da Unidade no ramal 11, na BR 364.

Na zona rural já foram inaugurados postos de saúde nas Vilas Liberdade, Campinas, Lagoinha, Pentencostes , Areal e Nary do Moa.

Os investimentos em reforma e ampliação, de acordo com o prefeito Zequinha Lima, têm o objetivo de garantir mais qualidade no serviço oferecido para a população e maior comodidade para os servidores.

“As pessoas buscam os serviços de saúde em momentos delicados. Então além de médico, exames e medicamentos, temos que ter locais adequados para atender bem a população na cidade e nas Vilas “, destaca o prefeito Zequinha Lima.

Na Zona Urbana, Zequinha já entregou as UBSs da Boca do Moa, Olivença, Miritizal, Cohab, Remanso e Jesuino Lins e vai inaugurar os Postos do Bairro Cruzeirão e o Centro de Zoonoses.

Manutenção da Saúde

Mas não basta a construção e reforma de Unidades de Saúde. É preciso garantir a manutenção. Por isso,  o prefeito de Cruzeiro do Sul, Zequinha Lima, alertou na semana passada em reuniões da bancada federal com os prefeitos, na Associação dos Municípios do Acre- Amac, sobre a necessidade das prefeituras terem mais investimentos na área da saúde, por parte do Governo Federal e por meio de Emendas.

O gestor pediu apoio dos parlamentares para que, em 2024, não haja diminuição ainda maior do valor repassado às prefeituras para atender a saúde primária.

“Este ano das emendas parlamentares para a saúde dos municípios,  de R$ 128 milhões, foram alocados R$ 82. Ficamos com um déficit de R$ 46 milhões do repasse na assistência de saúde e muitos municípios não cumpriram suas metas. Para o próximo ano,  a meta é de R$ 250 milhões e quero pedir aos parlamentares  uma atenção nessa área.  Não há como manter uma boa assistência de saúde nos municípios sem essa ajuda das emendas. Estamos investindo na manutenção,  ampliação e reforma dos Posto de saúde e precisamos de recursos para mantê- los”, alertou Zequinha.

 
POR ASSESSORIA 
+ LIDAS

Proclamação da República.

+