Após anúncio de chapa Bocalom/Alysson, Marcus diz que nada muda, mas faz pedido a Gladson

0
30

Em entrevista exclusiva a coluna, o ex-prefeito de Rio Branco e pré-candidato do MDB, Marcus Alexandre, comentou sobre o anúncio oficial da chapa Bocalom e Alysson Bestene.

Marcus disse que ‘a caminhada segue a mesma’ e que nada vai mudar. Porém, fez um pedido ao governador Gladson Cameli, que também é presidente estadual do Progressistas.

Marcus Alexandre ao lado do governador Gladson Cameli, em 2018/Foto: Reprodução

“Nosso arco de aliança tem 10 partidos. Eu respeito a posição do governador. Por ser uma pessoa democrática, como eu vejo que ele é, eu acredito que ele não vá criar nenhum constrangimento ou qualquer tipo de perseguição com quem queira me ajudar e me apoiar. Isso não é do governador. Inclusive ele disse isso ontem, quando perguntaram se ele teria algum tipo de retaliação ou qualquer outra coisa com quem não quisesse apoiar o Bocalom”, disse.

“Eu espero um governador democrático que a gente já conheceu”, completou.

Nada muda

“Nada muda. Até porque até agora, nós não tivemos apoio do PP. E nós já estamos a quatro meses das eleições. Para nós não vai mudar”, disse ainda Marcus em entrevista a coluna

PT do Acre quer eleger até 2 vereadores em Rio Branco: “Chapa boa”

Em 2020 o PT do Acre sofreu um baque: pela primeira vez em anos, terminou uma eleição sem ter conseguido eleger um vereador na Câmara Municipal de Rio Branco. Quatro anos depois, o partido aposta tudo em uma chapa federada com outras duas siglas: PV e PCdoB. Ao todo, serão 22 candidatos. Em conversa com a coluna, o presidente do partido, ex-deputado Daniel Zen, se mostrou otimista em relação a disputa deste ano.

“A chapa tá ficando boa, deve eleger um ou dois vereadores”, disse.

Lá no Juruá

Não é só capital que o partido pretende mudar os rumos em 2024. Em Cruzeiro do Sul, por exemplo, segundo maior colégio eleitoral do Acre, nas últimas eleições nem se quer tiveram candidatos do PT por lá. Situação que será diferente neste ano.

Prefeitura

Em relação as prefeituras dos municípios, o único em que o PT deve disputar com grandes chances de se eleger é em Xapuri. É lá que o partido detém a única prefeitura no Acre e vai tentar eleger o sucessor de Bira Vasconcellos. O partido aposta na candidatura de Erivélton Soares.

Um vice de batina

A candidatura de Erivelton ganhou ainda mais popularidade após o anúncio do vice-prefeito: o padre Antônio Menezes, pároco da Igreja de São Sebastião. Será um vice de batina com fortes chances de se eleger.

Precisa voltar

O PT sempre formou bons parlamentares na Câmara Municipal de Rio Branco. Bastar lembrar de nomes importantes como Gabriel Forneck, Rose Costa, Jackson Ramos e Rodrigo Forneck. Independente de ideologia. É um partido que faz falta nos debates calorosos do parlamento-mirim.

 

Por: ContilNet