As preocupações de Messi em esquema de corrupção com Uefa e Barcelona

0
22
as-preocupacoes-de-messi-em-esquema-de-corrupcao-com-uefa-e-barcelona
As preocupações de Messi em esquema de corrupção com Uefa e Barcelona

O mundo do futebol ficou surpreso ao ver o nome de Lionel Messi em acusação de negociações secretas com a Uefa, em 2020, para desviar dinheiro para compensar perdas salariais do Barcelona causadas pela Covid-19. O ex-zagueiro Gerard Piqué também teria participado e Luis Rubiales, ex-presidente da federação espanhola, teria sido o intermediador. A informação é do jornal espanhol The Objective.

Messi teria demonstrado algumas preocupações. Entre elas, com a confidencialidade nas negociações porque “elas podem ser questionadas do ponto de vista jurídico e ético”.

Além disso, ainda segundo o portal, o argentino estava receoso por não dominar o inglês, já que as tratativas estavam sendo feitas na língua inglesa com o presidente da Uefa, o esloveno Aleksander Čeferin.

Rubiales manteve Piqué informado em tempo real, que, por sua vez, comunicou o progresso da negociação a Messi, que estava preocupado com a confidencialidade nas negociações porque “elas podem ser questionadas do ponto de vista jurídico e ético”. Além disso, o argentino estava receoso por não dominar o inglês.

Entenda o caso

Os jogadores de futebol Lionel Messi e Gerard Piqué teriam se envolvido em negociações sigilosas com a Uefa, em 2020, a fim de desviar dinheiro para o Barcelona. A negociação, que teria sido mediada por Luís Rubiales, presidente da federação espanhola à época, seria para compensar perdas salariais causadas pela Covid-19. A informação é do jornal espanhol The Objective.

O portal on-line divulgou áudios atribuídos a Rubiales. Neles, o ex-presidente pede sigilo a Aleksander Ceferin, presidente da Uefa desde 2016. Também foram divulgadas mensagens com o ex-zagueiro Piqué (confira abaixo).

As primeiras conversas entre Rubiales e Piqué teriam ocorrido logo no início de abril de 2020 e seguiram até 15 de junho daquele mesmo ano. Nelas, o ex-Barcelona diz que pretendia transmitir as preocupações do argentino em relação à redução significativa do salário devido à pandemia. O clube espanhol tinha proposto uma redução salarial até 70% dada a situação global, que impactava a já economia frágil do clube.

No mesmo dia, Rubiales propôs para a Uefa que 4% dos direitos de transmissão de todos os jogos da Uefa, anteriormente distribuídos entre as federações nacionais, sejam compartilhados para o Barcelona, que destinaria uma compensação de 50% dentro desse valor aos atletas do clube catalão, cujos salários foram reduzidos devido à Covid-19. Ruabiales teria pedido confidencialidade por saber que os atletas seriam mais beneficiados que de outros times.

“Eles sabem que só a federação e a Uefa estão defendendo eles, a FIFpro está em outro nível. Me disseram claramente que, por favor, ‘ninguém deve saber que estamos falando do nosso dinheiro porque, se as pessoas descobrem, vão nos matar”, disse Rubiales, que continua: “Estou te envinando este áudio com uma mensagem de Messi. A voz é minha, mas a mensagem é dele. Tem de ser muito confidencial e escolher o momento certo”. O presidente da Uefa o acalma e garante que “nem o cão vai descobrir”.

Rubiales manteve Piqué informado em tempo real, que, por sua vez, comunicou o progresso da negociação a Messi. O ex-presidente da federação espanhola propôs então que Piqué e Messi enviassem a Ceferin uma camisa do Barcelona autografada por ambos como forma de agradecimento, o que poderia influenciar positivamente na resposta do dirigente.

Nas mensagens, Rubiales comentou que Ceferín manifestou preferência pelo Barcelona em relação ao Real Madrid, o que pode ser relevante para as negociações. “Digo isso porque, como ele me disse que na próxima semana vai fazer uma proposta e acabou se soltando, mesmo sendo muito cauteloso, e com você se soltou e começou a cortar Florentino (presidente do Real Madrid)… mas ele deu a entender que não quer mais o Real Madrid, que prefere o Barcelona”, diz Rubiales a Piqué.