Paquetá fala ‘pela 1ª e única vez’ sobre denúncias de apostas e agradece permanência na seleção brasileira

0
22

No centro de uma denúncia feita pela Federação Inglesa (FA) por supostas violações às regras de apostas esportivas na Premier League, Lucas Paquetá falou pela primeira vez sobre o caso nesta sexta-feira (31), em Orlando, nos Estados Unidos, onde está concentrado com a seleção brasileira.

“Queria agradecer publicamente o presidente Ednaldo pelo esforço que teve em apurar bem os fatos por tudo o que tem acontecido comigo e pela decisão da permanência na minha convocação”, disse o jogador à imprensa.

Além de todo o conteúdo ESPN, com o Combo+ você tem acesso ao melhor do entretenimento de Star+ e às franquias mais amadas de Disney+. Assine já!

“Agradecer o Rodrigo, Dorival e toda comissão pelo apoio e também aos torcedores que me apoiam”.

“Sobre o caso, vai ser a primeira e única vez que vou falar. Fui aconselhado pelos meus advogados a não fazer comentários sobre, mas o que posso falar é que continuo fazendo o possível e cooperando. Vamos fazer o máximo para que tudo seja esclarecido o mais rápido possível. Quero deixar claro que sigo preparado para estar aqui nesse momento. Eu fiz uma temporada muito especial e estou pronto. Queria muito estar aqui e vou fazer o meu melhor para ajudar a seleção brasileira”.

A entrevista do meio-campista acontece um dia após a CBF anunciar a decisão de manter o atleta entre os convocados para os compromissos da seleção brasileira.

Citando uma troca de informações a respeito do caso com a Federação Inglesa, a entidade alegou que “é certo afirmar que o atleta está liberado a exercer o seu ofício profissional até o presente momento, fonte de seu sustento e de sua família, de maneira plena e irrestrita, seja pelo seu clube, seja pela seleção do seu país de origem”.

O que a Federação Inglesa alega na acusação?

Paquetá foi acusado pela Federação Inglesa de violação em duas regras que tratam sobre as apostas esportivas na Premier League.

A investigação apontou que o brasileiro forçou cartões amarelos deliberadamente em quatro partidas distintas para beneficiar apostadores.

“O jogador foi acusado de quatro violações da Regra E5.1 da FA em relação à sua conduta nos jogos do clube na Premier League contra o Leicester City, em 12 de novembro de 2022; Aston Villa em 12 de março de 2023; Leeds United em 21 de maio de 2023; e AFC Bournemouth em 12 de agosto de 2023”, apontou a FA em comunicado.

Caso Paquetá: dos cartões às acusações, perguntas e respostas sobre investigação contra o brasileiro na Inglaterra

Antes de Paquetá: cartões amarelos de propósito já renderam cinco anos de suspensão na Inglaterra

Lucas Paquetá é denunciado por Federação Inglesa por cartões na Premier League e recebe data para se defender

“Alega-se que ele procurou influenciar diretamente o andamento, a conduta ou qualquer outro aspecto ou ocorrência nessas partidas, buscando intencionalmente receber um cartão do árbitro com o propósito indevido de afetar o mercado de apostas para que uma ou mais pessoas lucrarem”.

“Lucas Paquetá também foi acusado de duas violações da Regra F3 da FA em relação a supostas falhas no cumprimento da Regra F2 da FA. O jogador tem até 3 de junho de 2024 para responder a estas cobranças, sujeito a qualquer pedido de prorrogação deste prazo”.

O que pode acontecer com Paquetá?

Após a formalização da denúncia, Lucas Paquetá terá até 3 de junho para apresentar defesa à Federação Inglesa, mas ainda não há uma data estipulada para a decisão final.

Mesmo que o regulamento da FA não preveja especificamente punição para um caso como o tratado na acusação contra Lucas Paquetá, o histórico de combate à manipulação nas apostas esportivas no futebol inglês sugere que, em caso de condenação, o brasileiro deverá enfrentar uma punição importante.

A entidade suspendeu recentemente dois atletas em casos famosos: Ivan Toney, do Brentford (oito meses), e Sandro Tonali, do Newcastle (dez meses). Ambos ficam impedidos de atuar após investigação que apontou a participação dos jogadores e portais de apostas.

Toney recebeu o gancho após nada menos do que 232 violações das regras de apostas.

Tonali teve a punição por violar o regimento “entre 40 e 50” vezes, sendo que as últimas já como atleta do Newcastle.

O polêmico Joey Barton foi suspenso por 18 meses após uma investigação que apontou 1.260 apostas feitas pelo inglês entre 2006 e 2016.

Mas as denúncias que recaem sobre Paquetá indicam quadro mais alarmante, uma vez que a FA trata o brasileiro como parte ativa da suposta manipulação.

 

Por: ESPN