Vídeos mostram quando pai descarta veneno usado para matar o filho

0
35

Homem, que chegou a chorar no velório, foi preso nesta quarta-feira em Maceió

Câmeras de segurança da escola onde Anthony Levi passou mal antes de morrer registraram o momento em que Matheus Soares Omena dos Santos joga um objeto no pátio logo após deixar o filho na sala de aula. Segundo a Polícia Civil, o objeto é o frasco do veneno utilizado por ele para matar a criança e foi jogado ali para incriminar a escola.

Anthony morreu na segunda-feira (27) depois de passar mal na escola. De acordo com a polícia, Matheus arquitetou a morte do filho uma semana antes do crime. Anthony foi enterrado no dia em que completaria 5 anos.

Em depoimento à polícia, Matheus contou que comprou o chumbinho na feira do bairro do Jacintinho por R$ 13.

“Ele foi muito frio. Mas confessou que teve um relacionamento de 8 anos com a mãe do menino e que estavam há 6 meses separados. Foi quando resolveu se vingar da mulher tirando a vida do próprio filho”, disse o delegado Sidney Tenório.

Anthony morreu envenenado pelo próprio pai — Foto: Reprodução/TV Gazeta

Anthony morreu envenenado pelo próprio pai — Foto: Reprodução/TV Gazeta

Veja o passo a passo de Matheus até o dia do crime

➡️Na quarta-feira (22), Matheus foi até um feira no Jacintinho para comprar o veneno. Ele utilizou um cartão de crédito e pagou R$ 13 pelo produto.

➡️Na manhã de segunda-feira (27), oito dias depois, Anthony acordou na casa do pai. Ele acordou Matheus e lembrou ao pai que precisava ir para a escola.

➡️Matheus deu banho no menino e colocou o veneno na papa que a avó da criança preparou.

➡️Antes de levar Anthony para escola, Matheus foi até a casa da mãe do menino para pegar a farda da escola.

➡️Os dois chegaram à escola às 7h27. Em imagens divulgadas pela polícia, Anthony aparentava estar bem.

➡️Matheus apareceu novamente nas câmeras da escola, às 7h28, jogando o frasco com o chumbinho no pátio. Colocando em risco as outras crianças que estudam no local.

➡️20 minutos depois de ser deixado na escola, Anthony chamou as professoras e disse que estava passando mal. Ele foi levado para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) ainda com vida.

➡️ Anthony deu entrada na UPA pouco antes das 9h da manhã. Ele morreu uma hora depois na unidade.

➡️A substância só foi encontrada no chão da escola professoras duas horas depois que o menino foi deixado na escola. Elas entregaram o frasco para a diretora, que acionou a Polícia Civil.

Choro no velório do filho

Um dia antes de ser preso, Matheus deu entrevista para a TV Gazeta lamentando a morte do filho como uma fatalidade e até chorou.

O Instituto Médico Legal (IML) informou que durante a necropsia foi encontrada uma substância estranha ao corpo e que o material será encaminhado para análise do Laboratório de Toxicologia do Instituto de Criminalística (IC). O prazo para o resultado é de 15 dias.

“Todas as linhas serão investigadas. Até o momento ele confessou que fez tudo sozinho. Que comprou o chumbinho e que colocou na comida da criança. Ele passou dias planejando como fazer e como matar o menino”, disse o delegado Gustavo Xavier.

O chumbinho é um veneno agrícola, de uso exclusivo nas lavouras. Ele é utilizado de forma irregular como raticida. Não possui registro na Anvisa, nem em nenhum outro órgão do governo, o que caracteriza como crime a compra e a venda do produto.

Chumbinho utlizado para matar o filho envenenado foi comprado no Jacintinho e custou R$ 13 — Foto: Ádja Alvorável/g1

Chumbinho utlizado para matar o filho envenenado foi comprado no Jacintinho e custou R$ 13 — Foto: Ádja Alvorável/g1

Por: G1