Acre tem queda de 0,17% nos custos da construção civil no mês de maio; confira

0
17

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística divulgou nesta terça-feira (11) o Índice Nacional da Construção Civil (Sinapi), que pesquisa os preços da construção civil. O estado do Acre teve a maior alta no mês de maio, com queda de 0,17% registrada no mês de maio.

Os números do estado são de 2,16%, sendo seguidos pelo Maranhão, com 1,88% e o Distrito Federal, com 1,60%. O gerente do Sinapi, Augusto Oliveira, falou sobre a situação. “A influência da parcela da mão de obra no índice agregado levou Acre, Maranhão e Distrito Federal, localidades que tiveram acordos coletivos, a registrarem as maiores taxas para maio de 2024”, explicou.

Nacionalmente, os dados apontam uma alta de 2,31% nos últimos 12 meses, não conseguindo superar o período anterior de 12 meses, quando marcou 2,51%. Os materiais também tiveram aumento na análise anual, com 0,19% somados.

A região norte do país teve alta na maioria dos estados, assim como também atingiu a maior marca entre as regionais no mês de maio, com aumento de 0,34%, enquanto as demais regiões ficaram com 0,32% no centro-oeste, 0,30% no nordeste, 0,06% no sudeste, e apenas a região sul – com 0,03% – teve recuo.

A região Norte, com alta em 4 dos seus 7 estados, ficou com a maior variação regional em maio, 0,34%. As demais regiões apresentaram os seguintes resultados: 0,30% (Nordeste), 0,06% (Sudeste), -0,03% (Sul) e 0,32% (Centro-Oeste).

A parcela dos materiais apresentou variação negativa de 0,05% no mês. “Essa é a menor taxa do ano para os materiais, com queda de 0,16 ponto percentual em relação a abril. Apesar disso, a taxa ainda representa um aumento de 0,19 ponto percentual quando comparada com maio de 2023”, salienta o gerente do Sinapi, Augusto Oliveira.

Por: ContilNet