Onda de golpes virtuais atinge beneficiários do Bolsa Família em Cruzeiro do Sul

0
21

A cidade de Cruzeiro do Sul está enfrentando uma onda de golpes virtuais que têm como alvo beneficiários de programas sociais, como o Bolsa Família. Criminosos estão se passando por funcionários da Assistência Social e usando táticas elaboradas para subtrair dinheiro das vítimas. A coordenadora do Bolsa Família na cidade, Sandra Soriano, detalha como os golpistas estão agindo.

“Famílias nos procuram diariamente no posto de atendimento ou por telefone para verificar a veracidade das mensagens que recebem. Essas mensagens, enviadas por SMS, WhatsApp ou ligações, contêm links que levam a formulários fraudulentos. Os golpistas alegam que, se a atualização não for feita, os benefícios serão cancelados. Muitas pessoas, temendo perder seu Bolsa Família, acabam caindo nesse golpe”, explica.

A coordenadora do Cadastro Único alerta a população para não acessar links enviados para os celulares. As atualizações dos cadastros devem ser feitas exclusivamente de forma presencial no posto de atendimento do Cadastro Único, localizado na prefeitura. É importante baixar o aplicativo oficial do Cadastro Único do programa Bolsa Família, onde é possível verificar todas as informações sobre seus benefícios.

O delegado Lindomar Ventura, responsável pela investigação, relatou que ao menos três pessoas registraram boletim de ocorrência na última semana após serem vítimas desses golpes. “As pessoas recebem um link ou uma ligação, e clicam achando que é algo sério, pois alegam que o benefício da pessoa está sendo bloqueado. No desespero, as vítimas acabam passando todos os seus dados”, disse.

Esses casos estão sendo apurados para entender o funcionamento técnico dos golpes. Entretanto, a orientação é clara: nenhum órgão oficial, como a Caixa Econômica ou o próprio programa Bolsa Família, solicita dados pessoais via links ou ligações.

Nas últimas semanas, três casos foram registrados, as vítimas tiveram valores retirados de suas contas. Os criminosos criaram um código QR e, por meio dele, realizaram pagamentos que debitaram o dinheiro das contas das vítimas.

Como se Proteger

Para evitar ser vítima desses golpes, as autoridades recomendam:

  1. Não clique em links enviados por SMS, WhatsApp ou e-mail que solicitem atualização de dados pessoais.
  2. Verifique a autenticidade das informações nos aplicativos oficiais do Governo Federal.
  3. Realize atualizações de cadastro somente de forma presencial nos postos de atendimento.
  4. Em caso de dúvida, entre em contato diretamente com a Assistência Social ou o posto de atendimento do Cadastro Único.

Por: Juruá On Line